26 Jul
26Jul

Uma pesquisa realizada pela Cisneros Interactive, Audio.ad e Brandwatch identificou que 66% dos brasileiros ouvem mais de uma hora de áudio digital por dia. Além de ouvir música, o outro tipo de áudio mais consumido pelo público é o podcast. Grande parte dos entrevistados, 49%, ouve podcasts com o objetivo de relaxar ou se distrair. Esse consumo acontece em diversos momentos e, principalmente, quando esses ouvintes estão em casa. Os dados revelam uma tendência desse público procurar por mais tecnologia do som e recursos que proporcionem uma experiência sonora melhor. Pensando nisso, reunimos algumas tendências de tecnologia do som para os próximos anos para você acompanhar e oferecer aos seus clientes. 

5 tendências de tecnologia em som e áudio para os próximos anos

 Durante a pandemia, o consumo de áudio aumentou e foi importante para boa parte da população que permaneceu em isolamento social. O hábito de ouvir música e podcasts em casa tem se tornado cada vez mais comum. Para ter uma boa experiência, os consumidores têm investido em equipamentos mais modernos e que oferecem melhor qualidade de som. A tecnologia do som é uma característica fundamental para garantir que esses e outros objetivos sejam alcançados. A seguir, você vai ver quais são as tendências em tecnologia importantes para ter no radar para os próximos anos.

 

Sonorização em casas inteligentes

 A automação residencial permite tornar os ambientes do imóvel inteligentes. Por meio de diferentes tecnologias, é possível controlar e comandar os equipamentos domésticos à distância. Dessa forma, o morador consegue deixar sua casa preparada para quando ele chegar.  No que diz respeito à sonorização de ambientes, ela pode ser combinada com diversos recursos, sendo utilizada com diferentes objetivos. É possível sonorizar um ambiente específico para torná-lo uma sala de cinema, por exemplo.  Nesse caso, os equipamentos de som são combinados com os recursos de vídeo. O posicionamento das caixas e o tipo de sistema adotado fazem com que o morador tenha uma experiência semelhante a de um cinema. Para quem trabalha ou estuda em casa, a sonorização pode ser utilizada no quarto, em uma sala de estudos ou home office. O tipo de música que será transmitido fica a critério do usuário do ambiente, que terá total controle do sistema. Através da conexão Bluetooth ou Wireless, o sistema de som e um dispositivo, como notebook ou smartphone, conversam entre si. O usuário comanda as suas playlists de música e o que quer ouvir. Dependendo da forma com que o sistema foi construído, é possível isolar o som daquele ambiente dos demais da casa. Assim, os outros moradores conseguem usar os outros cômodos ouvindo o que quiserem. 

Sonorização IOT

 Alexa, Siri e Google são assistentes de voz famosos, que já conquistaram pessoas no mundo todo. Esses pequenos e inteligentes sistemas permitem que uma pessoa realize diferentes tarefas em casa com o auxílio deles. Se você está se arrumando para sair, pode acionar o seu assistente virtual para informar como vai ficar o tempo em sua cidade. Assim, você se prepara para o clima. Os assistentes virtuais também informam as notícias do dia, sobre o trânsito e respondem a comandos. Por exemplo, você quer ouvir aquela playlist favorita enquanto se arruma? É só pedir para o assistente. Com uma sonorização adequada, é possível fazer com que o cliente utilize o assistente de voz a partir de qualquer cômodo da casa. Assim, não é necessário ter um em cada ambiente ou ter que carregar o aparelho por onde ele andar. 

IA em equipamentos de sonorização

 A Inteligência Artificial é utilizada em contextos que ultrapassam o uso residencial. A sonorização combinada com recursos de IA são utilizados, principalmente, no reconhecimento de voz. Pelo tom de voz da pessoa é possível identificar até se a pessoa está com covid. A tecnologia é capaz de capturar o som ao seu redor e oferecer produtos e serviços personalizados para quem está com um recurso baseado em IA. Isso quer dizer que se você está utilizando um equipamento com Inteligência Artificial e começar a falar sobre um tipo de comida, a tecnologia pode te apresentar restaurantes próximos de você. Tudo isso é possível porque a Inteligência Artificial foi criada para reproduzir os processos da mente humana nos computadores. Por meio de softwares, que registram as informações, através de sensores de IoT e é capaz de analisá-las, a tecnologia do som interpreta e, com base em seu banco de dados, entrega resultados interessantes para o usuário. 

Sonorização invisual

 Quem trabalha com instalação de equipamentos sabe que não é fácil entregar um projeto de qualidade e que não interfere na arquitetura do ambiente. Esconder a fiação dos aparelhos utilizados é um dos maiores desafios para esses profissionais. Mas esse problema pode ser contornado adotando uma sonorização invisual, ou seja, que é completamente invisível aos olhos. Isso é possível adotando o uso de diversos recursos que se conectam sem a necessidade de fios ou equipamentos que são instalados no forro dos ambientes

Nesse caso, todo o sistema sonoro é acoplado na parte interna do forro e apenas o telar das caixas de som fica exposto para fora. Dessa forma, é possível organizar os cabosfios adequadamente, sem comprometer a estética do ambiente. 

Equipamentos de sonorização como objetos de decoração

 Falando em estética, os equipamentos de som também estão sendo desenvolvidos para serem mais do que recursos de áudio. O objetivo dos fabricantes é possibilitar que o recurso seja usado no ambiente sem comprometer a aparência do local. O equipamento é adotado no ambiente como um recurso de som, mas também como um objeto de decoração. Dessa forma, atende quem busca uma tecnologia do som de última geração, mas que não abrem mão de um bom design. 


Fonte: Sonorização de Ambientes

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.